IGREJA RENASCER – POR QUEM O TETO CAI?

Nenhuma folha cai de uma árvore se não for providência divina. Todas as causas e efeitos encontram-se em Deus. Por mais minúsculos e imperceptíveis que sejam aos homens”, sentenciam os bíblicos. Obras de Deus. Todos os fiéis crêem que Deus põe e dispõe ao homem como provação e aprovação. Quando o teto de uma igreja cai, para estes, estava nos desígnios de Deus.

Mas se a fé é metafísica, projeto trans-mundo, o teto é físico, estar-no-mundo. Faz parte dos negócios dos homens. Ninguém, em oração, encontra-se embaixo de um teto descarnado, só em estado etéreo.

A queda do teto da igreja Renascer ao cair, não caiu como o mundo da cantora Dolores Duran, cuja queda era o fim de um romance. Esse não tem matéria. Afeta, fere, mas nada que um novo amor não cicatrize. O teto é matéria no mundo real-físico sobre corpos, embora em imaginação deslocada para um trans-mundo, a sua força causa cortes na carne-viva, sangrenta. Nenhuma superstição, por mais apaixonada que seja, os livra. Principalmente quando a superstição é o primeiro motor do lucro.

TETO MAKE MONEY

O teto era uma questão física-arquitetônica. Uma questão de base, suporte e equilíbrio em um mundo de vibrações alternadas que fazem com que a construção de um prédio seja de acordo com sua função. E quando um prédio, erguido para uma função específica, passa a ser usado para outra função, com vibrações mais intensas e extensas, sua estrutura é abalada, e tende a desabar, como já dizia a professora Honorina. Como desabou, renascendo como causa de uma grave acidente. O prédio da Renascer, nasceu como um cinema, com função para um número exato de espectadores corpos-sonoros-vibráteis. Encampado, passou a ter a função inversa, em razão do propósito de seus proprietários que o tinham como templo de lucro-fervoroso.

É o efeito da providência capitalista do neo-liberalismo. Liberou geral. “Fé é lucro, mister Bill!”. Pretendendo se dar bem, um dia o cara tem uma bela fantasia: fundar uma igreja. Essa a professora Honorina não dizia. Não era do seu tempo. Hoje, tudo está exposto, no mundo fetichista de mercado. E a fé, também é, nesse caso, mercadoria de lucro. Motor de propulsão do lucro fácil. A fé, como industria, precisa de grandes espaços para realização na terra, de seus credos trans-mundo. Alienada do mundo real, a empresa fervorosa, segue o mesmo modelo dos locais de mega-show dos “artistas” reificados pela sociedade de consumo. Quanto maior o espaço maior o número de crentes, e maior a quantidade de crentes mais “quinzinho”. Mais “quinzinho”, mais ilusão do paraíso. E seus proprietários “enchendo as burras”, como diria o gajo, Zé Gaspar.

A iniciação do sacerdócio vocacionado realizado pelos códigos da doutrina dogmática do cristianismo, como Fé e Razão, nos preceitos de São Thomás de Aquino, desrealizou-se na força da “teologia” make money. Por quem o teto da Igreja Renascer caiu. Nove mortos, mais 150 feridos, e o resto desesperado. Nada de Deus. Negócio dos homens. Qualquer um “divinizado” pode se auto-proclamar representante de Deus. Um bom pastor.

Se antes o templo era invejado por ter sido palco do sacramento de seu maior mantenedor, o jogador Kaká, o fino do esporte mercantilista, hoje, é signo real da cobiça. Um dos pecados necessários ao lucro.

O irônico deste perverso acidente, é que os proprietários da Renascer, com a exploração da miséria, afirmaram Marx quando ele, em sua crítica da religião, diz: “A religião não é só o suspiro da criatura oprimida, o coração de um mundo sem coração, como também é o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo”. Inebriados pelo ópio capitalístico em “um mundo sem coração”,portanto, impedidos de sentir “o suspiro da criatura oprimida”, impossível era ver a realidade do prédio. Aí, não podia dar outra.

7 thoughts on “IGREJA RENASCER – POR QUEM O TETO CAI?

  1. Desculpe amigos doutores, mas vocês não compreendem a esfera na qual estão escrevendo, ou seja, não tem o que fazer vai se informar!!!

  2. Araújo, Araújo,
    Não o desculpamos porque nunca o culpabilizamos. Não temos nenhuma crença nas religiões que trabalham com o medo e a culpa para dominar/esvaziar/explorar os corpos a partir de quimeras e fantasias.
    Axé!

  3. Parabéns pelo texto. Esse tipo de Igreja veio mesmo para explorar, mentir e enganar. Infelizmente os desesperados por fé buscam a saída para os seus problemas financeiros nas falsas promessas desse tipo Igreja. E digo “desesperados por fé”, porque essas pessoas não estão buscando Deus, mas sim uma forma de acreditar que Ele irá resolver seus problemas. E para isso precisam do estímulo de quem descobriu o caminho do enriquecimento rápido e sem esforço que é o caso dos falsos profetas, descritos na mesma Bílibia que essas pessoas professam. E ao contrário dos senhores, eu culpo sim os “fiéis” porque não são capazes de idenficar a verdade. Se realmente conhecessem Jesus, saberiam que esse tipo de Igreja age contra o que Ele ensinou. A bispa que se diz “filha única” de Jesus é a prova viva da ostentação, futilidade e presunção, bem diferente da simplicidade e humildade de Jesus que nunca teve bens, templos, riquezas e etc. Mas, como o próprio Cristo disse: EU SOU O BOM PASTOR, O BOM PASTOR CONHECE SUAS OVELHAS E É POR ELAS RECONHECIDO; E SUAS OVELHAS NUNCA SEGUIRÃO O ESTRANHO, PORQUE CONHECEM A VOZ DO SEU PASTOR. Logo, as pessoas que acham que esses pseudo-religiosos são os seus pastores não pertencem mesmo ao rebanho de Cristo.

  4. Evidente, que inexistente, não protegeu seus discipulos.
    Traduzindo, esta provado que Deus e uma fantasia, e seus discipulos, vitimas dos pretensos procuradores do todo poderoso, como eles mesmos se auto-entitulam.
    Nao existe adoração o que existe e medo. Bajulam sem saber quem, para obter vantagens, mas so ganham pedras na cabeça.
    Quanto aos empresarios da fé esses se dão muito bem.
    O proprio filho dos auto denominados bispos, se encontra hospitalizado em estado gravissimo.Porque nao levam o infeliz pára casa onde se operam milagres.Porque se trata de mentiras evidentemente. É o maior crime de estelionato de todos os tempos em numero de vitimas e valores. Onde esta o ministerio publico ?
    Chega cansei.

  5. É verdade, o bom mesmo é a umbanda e quimbanda cujos adeptos sacrificam animais e até crianças… Eta religião boa. Saravá!!! A Bahia miserável que o diga…

  6. Eita, Milton Coradi,
    Que beleza! Você tá que tá em todas. Vai pelo Mundo Gay, pela política, pelas religiões afro, etc. Não lembramos se já o vimos pelo futebol; caso não, dê também uma passada lá.
    E continue por aí, pois um discurso às vezes menos diz para os outros do que demarca a posição de seu emissor.
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.