*……….::::: CHAGÃO! :::::……….*

Quien quiera entender como funciona el mundo deberá entender el fútbol”.
Roberto Perfumo (ex-jogador argentino).

CHAGÃO PERGUNTA

O ‘Chagão!’ quer saber: você sabe quem foi o primeiro jogador a tomar um cartão vermelho em uma partida oficial de futebol? Resposta: Carlos Caszesly, chileno, conhecido como “o Rei do Metro Quadrado” – ou você realmente acredita que Romário era craque? – foi o primeiro jogador a ver a cor vermelha do cartão do árbitro em uma Copa do Mundo, a da Alemanha, em 1974. Mas a biografia deste craque não se reduziu ao vermelho do cartão. Era exímio ponta-direita, autor de pérolas da bola na rede, como esta, que o pessoal do Impedimento garimpou, além de ser comunista e opositor ao regime de Pinochet, que o proibiu de jogar em sua terra natal. É um dos maiores ídolos da história do Colo-Colo.

CONTA OUTRA, LEONOR!

No Brasil, a tradição de craques com o corpo e com a palavra é pouca. Sócrates, Tostão, jogadores que se destacam também com a pena. Mas mesmo eles, que falam – mais Sócrates que Tostão, que não é Platão – também de outros assuntos, falam a partir do que entendem, e são engajados, mas falta-lhe, sem nenhum prejuízo do sua posição existencial-política, o aspecto literário. O delinear das palavras que é tão belo quanto um gol de placa ou um drible desconcertante. Isso o tem Jorge Valdano. Ele, que viveu dentro da cancha dois dos mais importantes gols da história do futebol, os dois de Maradona contra a Inglaterra, na Copa de 1986. Ele, inclusive, tocou a bola antes d’El Diez empurrar para as redes com la mano de díos. Valdano é cronista, e suas crônicas encantam pela poesia, deleite divino para os amantes do futebol, palavras donde transborda o amor pelo futebol, um amor com uma intensidade Galeânica. Como jogador, começou no Newell’s Old Boys, mas logo foi à Espanha para se consagrar no Zaragoza e no Madrid, donde é conhecido por ter lançado um dos maiores ídolos do clube merengue, Raul González. Em suas crônicas, fala do futebol com a tranquilidade e a beleza de quem sabe que a bola não rola só dentro do campo, e que o futebol não se reduz à sua vertente business. Como jogo, evoca o não-humano que engendra o humano, que não é o demasiado humano de Nietzsche. Abaixo, você lê algumas frases de Valdano sobre o futebol atual e sobre alguns craques. Lembrando que no site Contrapie você encontra ocasionalmente crônicas de Valdano.

.“JORGE VALDANO, CONHECIDO COMO ‘O FILÓSOFO’”

“Diego tornou-se uma unidade de medida, mas, até agora, todos foram vitimas da comparação: Saviola, Aimar, Riquelme … Talvez estes dois estão mais próximos do ideal platónico, mas, para ser o melhor do mundo não é preciso ser um réplica de alguém. O melhor é ser um exemplar único. Maradona não era parecido com Di Stefano, Cruyff, nem Pelé “.

“Todos nós também sabíamos o que ia fazer Garrincha, mas não onde e quando. Messi faz mais rápido e melhor do que ninguém. Ele ganha jogos sozinho, e muitos. Mesmo conhecendo o seu padrão criativo não há maneira de para-lo.Só em conjunto ou fora das regras.”

“Ele tem um repertório mais amplo. Tem algo de Romário, uma capacidade de inventar nas mais difíceis situações “(…)” Aguero tem um lado selvagem que apreciamos nos jogadores. Devolve-te ao jogo primitivo, tal como faz o Tevez, com aquele aspecto do homem que não tem medo de nada. ”

“O treino é uma forma de ultrapassar os defeitos através da repetição, por isso fala-se em automatização dos movimentos. Mas quando tu tentas disciplinar um génio, uma pessoa inteligente, corres o risco de matar a sua criatividade. A disciplina eleva os medíocres, mas , também faz dos melhores medíocres “.

Eu sempre pensei que o melhor do futebol são os jogadores. Por amor ao jogo, pela origem comum e suburbana, pela herança que recebem dos craques veteranos, eles são depositários de uma cultura muito particular”.

A matéria-prima é: a bola, o campo de jogo, um estádio onde a multidão ruge. Mas o futebol é um milagre feito por homens jogando. Glória aos artistas que – sem outra universidade além da rua, a miséria e a disputa – construíram o maior espetáculo do século”.

Quem se emocionar com as táticas que levante a mão”.

Vamos passear pela secção “futebol do século passado” para admirar o desfile de rostos queridos. Ali, está Di Stéfano, com os seus gritos de general encurralado, pra quem o terreno de jogo era muito pequeno; e há Pelé, com seu futebol divino e de uma eficácia expressa em 1.284 gols ; e, claro, Cruyff, orgulhoso símbolo da última revolução linda do futebol – houveram outras menos lindas; e Maradona, evidentemente, o homem que nasceu com uma bola pregada no pé esquerdo. E Beckenbauer, e Platini, e Van Basten… Para nenhum desses a bola tinha segredos”.

LINHA DE PASSE

Atenção, atenção, vascaínos! Renato Gaúcho vai multar os jogadores cruz-pateáticos que estiverem acima do peso! Mas Renato, a questão não é barrigal, é córtex-cerebral! Dieguito com barriga e tudo mandava e desmandava na meia-cancha, e conquistou a Itália e o mundo. Platini despachou o Brasil de uma copa com o pé nas costas e uma barriguinha de chope francês. Cabañas foi o terror dos cariocas e da seleção nike-emirates-brasil no ano de 2008, com uma cabeleira e uma barriga de respeito (mesmo que agora esteja magrinho, mas quando o fez estava gordo). Zil craques, do gol à ponta-esquerda eram cracassos da bola em Flamengo, Botafogo, América, Bangu, Vasco, Fluminense, e tinham aquela barriguinha ou eram mais ricos em curvas… Até você, Renato, meio gordinho, dava trabalho para as defesas adversárias! Claro, há a questão do condicionamento físico, que melhora as chances de você mostrar seu talento, mas para que o condicionamento aprimore o talento, é preciso tê-lo, e esses jogadores do Vasco, acreditamos nós, muito “euricozizados”, podem até chegar no auge fisicamente, mas não honrarão a camisa do luso-brasileiro de São Januário.

CAMPEONATOS NACIONAIS

A torcida alvi-negra paulista já anda comemorando a subida antecipada para a primeira divisão. Mas nem isso parece acender o brio dos adversários, que continuam caindo um a um ante o scratch corintiano. Seria a confirmação de que o certame é povoado de fúnebres galináceos – a vulgar “galinha morta”? De qualquer sorte, à exceção do alvi-negro (aliás como já havia ocorrido com o São Paulo na edição passada da Série A), do segundo lugar em diante a disputa pega fogo. Quatro paulistas, um goiano e um catarinense disputam as outras três vagas de acesso com chances maiores, enquanto que na ponta de baixo, pelo menos nove times estão a menos de 3 pontos da zona de rebaixamento. Isto faltando 11 rodadas para o final. Na artilharia, Túlio Maravilha empacou nos 20 gols, mas está longe de ser ameaçado pelos adversários. Confira os resultados:

27ª Rodada Série B – 23 e 24/09

Criciúma 1 – 1 Vila Nova

Barueri 3 – 1 Brasiliense

Paraná Clube 2 – 1 América/RN

Bahia 1 – 0 Juventude

Santo André 1 – 3 Ponte Preta

Gama 1 – 2 São Caetano

ABC 1 – 4 Fortaleza

Ceará 0 – 0 Avaí

Marília 0 – 0 CRB

Corinthians 2 – 0 Bragantino

Classificação*

Corinthians  –  61

Vila Nova  –  48

Santo André  –  47

Avaí  –  47

Barueri  –  45

Bragantino  –  45

Ponte Preta  –  43

Juventude  –  39

Bahia  –  39

Ceará  –  37

São Caetano  –  36

ABC/RN  –  33

Fortaleza  –  30

Criciúma  –  30

Paraná Clube  –  30

Marília  –  30

Gama  –  29

América/RN  –  28

Brasiliense  –  27

CRB  –  17

* Em roxo, os classificados para a Série A do Brasileirão ‘09; em cinza, os rebaixados para a série C.

* * *

Série C do Brasileirão: resta apenas mais uma rodada na terceira fase da terceirona, e na penúltima rodada, o Rio Branco visitou a Luverdense e deixou de presente um gol e nenhum ponto, os quais levou para o Acre. Enquanto isso, Paysandu e Águia de Marabá empataram em 1 a 1 na Curuzu. Na derradeira rodada, o Rio Branco recebe um Papão a fim de papar uma vaga, neste confronto direto. Na outra partida, o Águia recebe em seu ninho a Luverdense, e se vencer, leva a vaga. Só os alvi-verdes não têm mais chances de passar de fase. Jogos no domingo.

CAMPEONATOS EUROPEUS

Série A Itália Calcio 2008/2009: Rodada no meio da semana, a Itália viu a bola rolando para sua 4a jornada, que colocou a Internazionale na liderança, com 10 pontos. Os nerazurri venceram o Lecce por 1 a 0 em casa. A Lazio, segunda colocada, um ponto a menos, venceu fácil em casa a Fiorentina, 3 a 0. O Atalanta manteve o ritmo e continua no terceiro lugar, com os mesmos 9 pontos da Lazio, e venceu o Cagliari pela mínima. Napoli e Juventus completam os cinco primeiros.

* * *

La Liga Espanha 2008/2009: Nem Real nem Barça, é o Valência que lidera o Almodóvarzão nesta 3a jornada. O Bat-time venceu o Osasuña por 1 a 0. Em segundo, o já não tão surpreendente Almería, que bateu o Málaga por 1 a 0. O Villareal vem em terceiro, batendo fora de casa o Numancia, 2 a 1. Espanyol e Atleti completam os cinco primeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.