Qualquer semelhança de tipos vivos com as marocas não é mera coincidência

Com nada mais que 10 dias para as eleições, a direita, desconfiando de suas próprias “pesquisas”, diria angustiada, desconhecendo a obra do filósofo Sartre, “Os Dados Estão Lançados”. Mas Sartre, curtidor, diria: “Não desespereis! O jogo não acabou, ainda há muita dor para estagnar suas ambições”.

Como diria um dos poucos jornalistas de Manaus: “Agora está valendo tudo para eles. E as tais ‘pesquisas’ são só um dos muitos recursos que vão lançar mão”. Mas as marocas e os marocos estão soltos com-fabulando: tratando estas fábulas com suas razões. Nada lhes escapa. Mandem mais, estamos mais abertos que mão de mendigo.

O INTELIGENTE

Dois amigos se encontram em uma esquina. O mais jovem está fumando, o mais velho faz propaganda de um candidato. O mais velho, acreditando que sua idade lhe confere autoridade incontestável, sentencia o amigo mais jovem:

Quem fuma não é inteligente.

O jovem dá uma tragada para, em seguida, sorrindo, perguntar:

E quem vota nesse teu candidato, é o quê?

O CALENDÁRIO ELEITORAL

Diálogo de duas irmãs.

Olha só o que ganhei: um calendário da política.

Tu vais votar nessa figura aí?

Não.

Então pra quê tu queres este calendário?

Para marcar os dias dos aniversários de nossos parentes.

Tu é muito lesa. Num tá vendo que este calendário só marca os seis últimos meses do ano? Todos os aniversários de nossa família foi no primeiro semestre, otária. Esse calendário é só ganhação.

O CANDIDATO QUE NÃO PASSOU

Comadre, ele vai passar lá em cima, na outra rua.

Eu vou, não quero nem saber! Preciso ver esse homem!

O marido, preocupado, diz:

Mulher, vai, mas não esquece que o feijão está no fogo.

Que importância tem o feijão, se esse homem nos dá tudo.

E lá foram as comadres, rua acima, ver seu candidato.

O marido, vendo a mulher voltar triste, pergunta:

O que foi, mulher, porque esta cara triste?

Ele não passou.

É, mais o feijão queimou. E quem vai dar pra gente o almoço?

Tão dizendo que na próxima semana ele vem, aí eu peço o feijão dele.

E a gente vai ficar com fome até na outra semana?

VOTO É SAÚDE

Dois amigos médicos se encontram no supermercado.

E aí, vai votar em quem?

Tu sabes, meu voto é comprometido. Voto sempre no candidato que se compromete com a saúde.

E como tu sabes que o teu candidato vai se comprometer com a saúde?

Meu candidato afirmou que vai me ajudar a abrir minha clínica.

O FILHO, O AMOR E O PAI

O pai reacionário tenta convencer o filho a votar em seu candidato.

Rapaz, tu estás louco? Se tu votares neste candidato e ele ganhar, como vai ficar teu futuro?

Vai ficar maravilha! Além de ganhar o candidato que escolhi racionalmente, vou continuar feliz com minha namorada, pois é também o candidato dela!

A ÉTICA ELEITORAL

Na sala de aula, a aluna pergunta ao professor:

Professor, votar em um candidato corrupto, é contra a democracia?

Claro! Se você fosse inteligente não faria nem essa pergunta.

Então a justiça eleitoral é contra a democracia, pois permite corruptos serem candidatos. Aí, professor, quem é que está certo: a justiça eleitoral ou quem vota no corrupto?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.