LANÇAMENTO DO PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO

O presidente Lula lançou hoje (02.07.08), em Curitiba, no estado do Paraná, o Plano Agrícola e Pecuário de 2008/2009. O lançamento contou com a presença do governador do estado, Roberto Requião, o secretário de agricultura, o presidente da Organização das Cooperativas Agrícolas, ministros, empresários dos setores, além, é óbvio, de agricultores, a classe mais importante.

Em seu discurso, Lula analisou a política agropastoril atual, as perspectivas futuras, a crise dos alimentos e do petróleo no mundo, a inflação na Europa e Estados Unidos, e anunciou 65 bilhões para financiamentos nos setores. Pretende que quando o mundo precisar comer, o Brasil terá o que vender. Diante de uma platéia efusiva, que chegou a cantar “Lula, lá”, afirmou que quando de sua participação na reunião em Tóquio no G8 vai falar e pedir explicações sobre as especulações que estão sendo feitas no Mercado Futuro com os alimentos e o petróleo. Já o governador Roberto Requião elogiou o Plano, comentou a experiência produtiva com um novo tipo de feijão no Rio Grande do Sul e Nordeste e o novo tipo de cana produzida em Pernambuco, com mais substância e de melhor plantio. No final da reunião, seu secretário anunciou para os pecuaristas a grande sacada leiteira do governo estadual: imposto zero na produção do leite. Alegria geral.

PLANO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Em meio às suas falas, Lula antecipou que amanhã fará o lançamento do Plano da Agricultura Familiar, e que colocará à disposição dos agricultores 13 bilhões a serem aplicados em financiamentos. Enfático , ajuizou que a agricultura familiar não deve apenas ficar na produção de subsistência, objetivo único de alimentar as famílias produtoras, mas se estender para uma agricultura comercial, para que o pequeno agricultor possa ter dinheiro suficiente para adquirir objetos necessários a sua família: geladeira, fogão e até carro. Antecipação recebida com grande satisfação dos presentes e, lógico, dos ausentes também. Como disse Roberto Requião, é o pequeno agricultor que coloca os alimentos nas mesas das populações.

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUA (ANA) OFERECE PRÊMIO

A Agência Nacional de Água abriu inscrição para o concurso “Conservação e Uso Racional da Água”. Podem participar empresas, governos, ONG´s e outras entidades. Os premiados serão valorosamente agraciados. Para fazer inscrição, pode ser acessado o site www. ana. gov. br/premio. Vamos aproveitar antes que “algum aventureiro lance mão” de nossa água. Porque sem água é fogo!

CAPOEIRA, PATRIMÔNIO CULTURAL?

Neste mês de julho, o Conselho do Patrimônio Cultural vai examinar e divulgar se a Capoeira deve ou não ser tombada como patrimônio cultural. Se sim, a arte/esporte do equilíbrio/antagonismo/movimento resistência negra, poderá entrar para o arquivo dos ditos históricos do Brasil. Expressão/Conteúdo lúdico confiante que os companheiros negros ofereceram a todos que acreditam na construção livre do viver.

RANKING DA FIFA*

A FIFA anunciou seu novo ranking referente às seleções de futebol do mundo. É notório aos torcedores e não-torcedores que esse ranking é cheio de, como diria Lula, maracutaia. Pesa muito o humor de seus membros votantes. Às vezes uma seleção está na hora da morte, naquele ‘parreirismo’ do futebol de resultado, do dito, “o gol é uma questão de detalhe”, e lá aparece em primeiro lugar. Desta vez, não se sabe se os afinados de Blater resolveram usar os olhos de ver, e viram o óbvio por si mesmos, ou ouviram os olhos do mundo que viu o real futebol: primeiro lugar para a Seleção da Espanha. Não dava para preteri-la em benefício da seleção Branca de Neve ou seleção Depressão/Riquelme. Enquanto isso, a seleção do anão escorregou na maçã e parou no quarto degrau do castelo encantado sem direito a beijo de príncipe.

*Colaboração estagiária-extemporânea: Coluna Chagão.

DOS DIREITOS HUMANOS DOS HANSENIANOS

Na reunião anual de Hanseníase, o Ministério da Saúde distribuiu 100 mil cartilhas com orientações sobre os direitos humanos dos portadores de hanseníase que utilizam o Sistema Único de Saúde – SUS. As cartilhas deverão ser distribuídas em cada cidade pelos gestores estaduais e municipais, e serão de fundamental importância não só para os hansenianos se defenderem dos preconceitos que ainda sofrem, mas também para diminuir o desconhecimento que às vezes produz esse comportamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.