CAMPANHA DE PROTEÇÃO CONTRA O VÍRUS IMTU/SINETRAM: VERSÃO 1.0 VOLTA A ATACAR ENQUANTO 2.0 RECUA

Campanha de Prevenção ao V�rus IMTU/Sinetram

VÍRUS IMTU/SINETRAM VERSÃO 2.0

ESTUDANTES APLICAM TRATAMENTO E MUTAÇÃO VÍRUS IMTU/SINETRAM/CMM RECUA, MAS A ANTIGA VERSÃO CONTINUA POR AÍ…

Mais uma vez os estudantes atuaram para que a contaminação do sistema de transporte coletivo não aumentasse. Pressionados pelas entidades estudantis, que montaram acampamento na CMM, os vereadores Roberto Sabino (PRTB) e Jairo da Vical (PRTB), que arquitetaram a aprovação do plano na última terça-feira, agora voltaram atrás e retiraram o projeto da pauta. No entanto, é preciso ficar de olho, já que a CMM tem mais representantes dos empresários que da população. Como das outras vezes, as lideranças do prefeito silenciaram.

Ao mesmo tempo, a primeira versão do vírus, que se alimenta dos créditos no boicote à Integração Temporal, atacou novamente. Uma usuária entrou em contato com este bloguinho por e-mail, relatando que pegou a linha alimentadora 072 ontem pela manhã, e ao pegar o segundo coletivo, 352, viu mais um crédito ser descontado irregularmente. Ao tentar questionar o cobrador, que se omitiu, foi bruscamente interpelada por um fiscal do SINETRAM, que estava com o crachá virado, de forma a não ser possível identificá-lo, que lhe disse em tom de ameaça que se tivesse algo a reclamar que procurasse o IMTU.

Outros casos certamente continuam ocorrendo Manaus adentro, já que, uma vez sendo do Sinetram – sindicato de uma empresa só – a responsabilidade de gerir e fiscalizar o sistema, pode-se muito bem se manter o esquema de boicote em algumas linhas, sendo isto impossível de ser detectado sem uma fiscalização in loco.

Segundo fontes de informação, os empresários deram uma trégua no boicote à Integração Temporal para que a Prefeitura fizesse tramitar o projeto que institui o “passe-livre” – o vírus em versão 2.0 – acabando com a meia-passagem. O advogado comunista, Marcelo Ramos, presidente do IMTU e grande defensor dos interesses do Sinetram/Transmanaus, anda dizendo por aí que a cidade não comporta tantos estudantes. Uma das condições impostas pelos empresários para diminuir o boicote seria o de intensificar a fiscalização nos coletivos em relação a estudantes que estariam usando irregularmente a carteira estudantil. A se observar pela reação do fiscal com a leitora intempestiva, o objetivo da fiscalização é realmente colocar o estudante como suspeito, invertendo o princípio da inocência.

ENQUANTO ISSO…

A Polícia Federal ataca com a Operação Articulados, que prendeu esta semana suspeitos de ligações com fraudes em empréstimos junto ao BASA. Dentre eles, estão Assis Gurgacs dono da Eucatur, pai de Acir Gurgacz (PDT/RO).

Gurgacs Pai foi indiciado pela PF por fraudar empréstimos públicos no BASA no valor de R$ 19 milhões. Na casa do empresário, a PF apreendeu documentos e dinheiro, e na garagem da Eucatur em Manaus, sete ônibus articulados – os expressos – que teriam sido financiados como se fossem de 2004, mas não passavam de uma “reciclagem” do chassi de ônibus velhos, de 1993. O IMTU se limitou a noticiar que já solicitou à empresa que substituísse os coletivos. Velhos ou novos?

Apenas como registro: Gurgacz Filho é indiciado em mais de dez processos, condenado em um deles a quatro anos e três meses, por fraudes em licitações, e tenta a todo custo ser diplomado Senador por Rondônia, para escapar dos processos, através do foro privilegiado.

No embalo da Operação Articulados, alguns vereadores manoniquins já querem investigar, via CPI, se os 500 novos ônibus cantados em verso e prosa, e que numericamente não são 500, como já mostrado neste bloguinho, estão na lista dos que foram “reciclados” ou não. Claro que não se trata de preocupação com a questão do transporte ou do desperdício do erário público, mas jogada marketista pré-eleitoral. Mas, para desespero dos empresários, a PF não é a CMM.

E na Campanha de Proteção contra o Vírus Imtu/Sinetram, relate neste bloguinho casos que estão ocorrendo no bairro de sua residência, no seu trajeto ao trabalho, ao lazer, à escola, etc, para serem publicados neste espaço comunitário e ir auxiliando, por fora da mídia oficial seqüelada manauara, a defesa de nossos direitos, de nossa cidadania, de nossa liberdade de ir e vir.

CLIQUE NO CARTAZ DA CAMPANHA NA BARRA LATERAL DESTE BLOGUINHO PARA ACESSAR OS BOLETINS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.