i iNDA TEM FRANÇÊiS Qi DiZ Qi A GENTi NUM SEMO SERO

@ RENDA DOS BRASILEIROS CONTINUA SUBINDO. E a pressão arterial da direitaça também na mesma proporção. Pesquisa realizada pela MB Associados mostra que a massa de renda familiar do brasileiro superou o R$ 1 trilhão, aumentando cerca de 20% nos últimos dois anos. E a tendência até o fim do ano é que o crescimento acumulado fique em 29%. Carros, computadores e alimentos estão entre os produtos que os brasileiros passaram a consumir com maior intensidade. O índice reflete o alto crescimento na geração de renda e o aumento dos empregos com carteira assinada no país. Daí, resta à direita atacar o inatacável, como o senador Arthur “5,5%” Neto, que esta semana acusou o governo brasileiro de “armar os venezuelanos” através de armas escondidas em vôos secretos da TAM, ou então acusar os beneficiários do Bolsa Família de usar o dinheiro, levianamente, na compra de eletrodomésticos, desconhecendo a máxima marxista: nem só de pão vive o homem. “Eleitoreiro”, tem sido o termo mais usado por DEMsesperados e PSDBistas, do legislativo ao judiciário, como se fosse possível separar os programas políticos do governo Lula de suas ações e modificações na realidade das pessoas, coisa que os programas dos governos anteriores não conseguiram fazer. É o que resta a eles. I inda tem françêis…

@ CLASSE C INVADE A INTERNET.É um mito que a internet é elitizada, que só fala para as classes A e B”, afirma o presidente do IAB (Interactive Advertising Bureau Brazil) – que trabalha com publicidade online –, Paulo Castro. Ele se refere ao crescimento da classe C – a chamada classe média – no acesso à internet no Brasil. No ano passado, 50% dos usuários da rede eram das classes A e B, 37% da classe C e 13% das classes D e E. Para este ano, a perspectiva é que a classe C suba para 40%, o que significa 18 milhões de usuários da classe média acessando a internet. Os brasileiros já são um mercado maior que França, Itália e Espanha. Infelizmente, muitos destes usuários encontram na rede a reprodução sígnica e semântica dos enunciados já reproduzidos nas tevês abertas e pagas. Mas ao menos na internet, existe a chance de um blog ou site que carregue conteúdos produzidos a partir de outras perspectivas “invadir” a telinha do internauta. Na tevê, a laminação é quase total. I inda tem françêis…

@ QUANDO O PANOPTISMO DO PENTÁGONO(o grande voyeur) volta seu olhar para si mesmo, erroneamente ele põe em prática a pregação do evangelho: “se teu olho te faz pecar, arranca este olho”. Por isso foi proibido ao Google Earthfazer imagens das bases estadunidenses e das ruas próximas a elas. E as outras bases espalhadas pelo mundo, como Colômbia, Paquistão, Iraque, Afeganistão, Israel, todos os lugares onde funcionam as bases totalitárias norte-americanas, também estarão proibidas de serem veiculadas suas imagens? É a prepotência americana mostrando via satélite da NASA com a conivência do Pentágono, que há muito já empregava o mecanismo no trabalho de reconhecimento — não só as bases, mas também a imagem privada de todo mundo. (O voyeuruniversal tem apreciado via satélite a vizinha pegando o ‘bronze’). O (des)governo Bush não sabe o que sabiam Marx, Sartre, Paulo Freire, que o opressor produz o oprimido, e vice-versa. Enquanto houver o Terrorismo de Estado nos Estados Unidos, em sua paranóia, estarão sempre ao alcance homens-bomba, aviões-bomba, cão-bomba, antrazzzzzzzzzzzzzz… O Pentágono não quer arrancar o olho tirânico-paranóico, o panópticon, para liberar um novo olhar no mundo, prenhe de realidade, como pensava Cristo, filho de Maria. I inda tem françêis…

                    Vamos que vamos

                                        Já que parado ficou

                                                                Quem ficou no foi-não-foi…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.