COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

# “Ai! Perdi as forças!”, gritou e desabou a Laurinda, depois de mandar ver na Parada GLST. Até agora está dormindo como uma deusa grega. Nem sei se as deusas gregas dormiam. Acho que deusas não dormem. O certo (ou incerto?) é que a festança foi boa para quem acredita na livre expressão de cada um. Entretanto, em acontecimentos como estes sempre ocorre de se manifestar alguns percalços. Por exemplo, os organizadores permitirem corpos alienados buscarem evidências, como no caso dos parlamentares. Tá na cara que só estão em busca de aceitação eleitoral. Os GLST não precisam de madrinha. Isto fica parecido com torneio de pelada. Quem é a madrinha do torneio? As meninas e os meninos têm se tornar a causa mais politizada para não ficar com este rosto de mendicância que só serve aos aproveitadores. Bicha não é coitadinha. Na verdade, bicha nem é bicha. Bicha é deboche. Antes da bicha existe a singularidade de pessoa. Não pode se colocar sempre como alienado político/social. Ir à luta, mas com cientificidade social. Só assim a exclusão enfraquece e desaparece. Nesta segundona não há lugar para TDPM – Transtorno Disfórico Pré Menstrual.

# O senador Cristovam Buarque discursa no Senado sobre educação, desapreciando, ainda no seu interminável ressentimento, a política educacional do governo Lula. Entre muitas acusações, afirma que as escolas deveriam eleger seus diretores. O senador Jefferson Péres pede um aparte e afirma que em Manaus o prefeito realizou este ato. Os diretores das escolas do município foram escolhidos em seleção, acabando com o velho vício do clientelismo e dependência política em que os diretores eram escolhidos de acordo com o interesse dos políticos. Que bonitinho, o senador! Que bonitinho o paladino da moral! Só que o bonitinho esqueceu de falar do real atual. A seleção foi só uma péssima encenação para mostrar para os inimigos políticos, tipo ex-prefeito e governador Amazonino, que agora a coisa era séria. Hoje a SEMED é um universo de perseguição com funcionários e professores temerosos. Sem falar dos muitos diretores que foram demitidos por não concordarem com a administração Ciryno e família. O velho clientelismo e os privilégios dos apaniguados estão a todo vapor no telúrico batelão das negociatas. Bonitinho, procure conhecer Manaus.

# “O Futuro será melhor”. Diz o outdoor do candidato a prefeito, ex-prefeito e ex-governador Amazonino. A Licinha pirou. Ou melhor, destrambelhou metafisicamente e ficou analisando o enunciado e inquirindo a todos. A enunciação teológica é: “O futuro a Deus pertence”. Só Deus é Senhor dos tempos. O antes, o agora e o depois. Só ele é onisciente para saber o conteúdo do infinito. Só ele é onipresente para está em todos os tempos: está no futuro vivendo o que já se encontra ocorrendo. Emperiquitada metafísica/politicamente, ela perguntou se o Amazonino é Deus. Ou se já era quando foi prefeito e governador. Como Deus, em sua onisciência sabe tudo e pode fazer o melhor. Se era, porque não fez Manaus a melhor cidade do mundo e o Amazonas, também, o melhor estado do mundo? Pelo resultado das obras, não era. Manaus e o Amazonas existem pessimamente. Então, se não era e como agora afirma que o futuro será melhor, é porque ele nesse período em que esteve distante das governanças ele encontrou o dom divino. Sendo assim, ele não é mais humano. E não sendo humano não pode se candidatar, pois de acordo com nossas leis, eleições são com os humanos. Daí que não sendo mais candidato, e detendo o dom da premonição, ou da futuração: o futuro será melhor, ele vai ter que se haver com os outros candidatos que lhe vão querer como aliado. Ele poderá ensinar como o futuro ser melhor. Bem que Manaus está precisando urgentemente.

        Assim é que não canso do rock

                    Porque não fui de reboque

                                Muito menos fiquei parada

                                            Por isso estou ressaqueada

                                                        Mas se tiver quem me convoque…

Beijos e Abraços Vertebrais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.