-> Entrevista com o professor da USP Carlos Guilherme Mota, com especialização nas universidades de Toulouse e conferencista nas de Nova York, Quebec e Texas.

Trechos “Mas foram apenas três os que realmente romperam a carapaça do sistema ideológico reinante: Florestan Fernandes, sociólogo (Sociologia numa Era de Revolução Social). Antônio Cândido, crítico literário (Formação da Literatura Brasileira), e Raymundo Faoro, historiador (Os Donos do Poder: Formação do Patronato Político Brasileiro). Florestan e Cândido são homens pontes entre as gerações dos antigos “explicadores”…

-> Millôr Afinal vem aí a censura por idade. Podem estar certos de que, de agora em diante, teremos filmes proibidos apenas para menores de 12, 18, 30 e 45 anos. E, naturalmente, o teatro será permitido para qualquer pessoa acima de 60 anos (acompanhada pelos pais).

-> O senado liberto “ A nossa intenção é que o senado se transforme em uma espécie de foro de debate dos grandes temas nacionais”.

-> Violência policial Nus, com os corpos marcados por pancadas e pintados com tinta branca, R.V.N. de 15 anos e A.S.C. de 16, foram encontrados na noite de quarta-feira passada em uma estrada deserta da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. “Fomos encapuzados e começou a sessão de pancadas”. Conta R.V.N., chorando. “Quando os capuzes foram retirados, estávamos numa sala pequena, cujo chão era uma mistura de cimento e cal. Tiraram nossas roupas e nos pintaram todos. E bateram com palmatórias e pedaços de pau, além de nos darem socos, ponta pés e choques elétricos em várias partes do corpo”. Os cabelos dos meninos foram cortados em forma de crus e o couro cabeludo pintado com tinta branca, a mesma utilizada para escrever em seus corpos as palavras “Ladrão”, “Maconheiro” e “Assaltante”. E foram empalados com um cabo de vassoura.

-> O comércio do povo de São Paulo Um gravador por um vaso de cristal. Ou um carro por uma lancha. Ou um enxoval completo por móveis de quarto de solteiro. Ou um velho baú por seja lá o que for: a ordem, hoje em dia, em São Paulo. É trocar.

-> Saúde Entre as causa da cegueira, a catarata sempre foi a mais freqüente e talvez por isso, é também a que mais facilmente se neutraliza, através de cirurgia. A maioria de suas vítimas constitui-se de pessoas idosas, justamente porque o embaçamento da lente natural (cristalino) faz parte do processo natural de envelhecimento, assim como o aumento dos cabelos brancos.

-> Poluição Bater os seu próprios recordes de contaminação do ar se torna uma maldição da cidade de São Paulo.

-> Telenovela da Globo. Veja A televisão representa desgaste do ator ou estímulo e desafio? Carlos Alberto “Desgaste físico e comercial para os que se transformam em ações na bolsa do IBOPE”.

-> Reportagem sobre Carlos Castañeda Primeiro ele enfiou na mochila os seus cadernos de aula. Atento, preocupado, aplicado, o bom aluno de antropologia viajou para o México e encheu muitas folhas de anotações sobre plantas medicinais usadas pelos índios da região… “O objetivo final do bruxo é se tornar um ‘homem de conhecimento’, mas antes ele tem que aprender a viver como guerreiro-pirata”.

-> Cinema. Estréia: Tragam-me A Cabeça de Alfredo Garcia. Direção do revolucionário Sam Peckinpah. Com: Warren Oates, Isela Veja, Emílio Fernández, Gig Young e o roqueiro Kris Kristofferson.

Editora Abril – 25 Anos

2 DE JULHO, 1975

Diretor de Redação: Mino Carta.

1 thought on “LEIA NA VEJA DESTA SEMANA

  1. Pingback: online marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.